29 de setembro de 2007

Ao encontro da Semente


O resultado da feira das sementes , pela preservação de exemplares genuínos, espécies adaptadas aos locais, sem necessitarem de tratamentos químicos, entre tantas outras coisas. Valeu a pena ir pois, com os gigantes das indústrias das sementes, qualquer dia só teremos nas nossas mãos sementes geneticamente modificadas

1 comentário :

Monte das 7 Figueiras disse...

Eu vivo na charneca de Brescos já vai para 17 anos ainda a charneca era um lugar calmo e solitário mas cheio de vida de animais, não de pessoas.
Hoje com as extensões de estufas a aumentar de ano para ano a charneca vai ficando vazia de vida. Onde se vão esconder os habitantes da charneca? Se o homem lhes vai roubando o espaço necessário à sua sobrevivência? Deixem as cobras, os coelhos as lebres, as perdizes viver.
Não reduzam a vida aos cifrões pois assim cada vez estamos todos mais pobres. Por isto e porque não nos resignamos continuaremos a lutar pela sobrevivência das sementes do Encontro das sementes. Obrigada pela linda foto dos saquinhos das sementes Estas sim são pessoas que amam a terra.