16 de julho de 2011

7








Aqui ao lado, num acaso que para mim desenha um caminho, várias categorias. Todas ligadas entre si, apontam-me uma direcção; para estar melhor comigo, com os outros, com o lugar que habito neste momento - a Terra.

7 opções crudívoras, " Que o seu alimento seja o seu medicamento", Hipócrates.
7 diy (do it yourself - faça você mesmo), reduza o consumo.
7 fungos e cogumelos, proteja o solo, dê-lhe vida.
7 lugares preciosos, quando se olha com o coração.
7 montados, " Vinhas das minhas, olivais dos meus pais, montados dos meus antepassados".
7 plantas comestíveis, a natureza é generosa.

Se a magia existe, 7 é um número mágico ";)

3 comentários :

horticasa disse...

Nesta ultima foto, pode falar-me mais desta planta?
No meu quintal passo a vida a arranca-las são uma praga, têm raízes tão profundas que nem se consegue arrancar só com a enxada...
bj eugénia

Alziro Patafisico disse...

Se o 7 é mesmo mágico eu não sei, mas acredito em todas as mágicas e milagres nesse mundo. E suas fotos são lindas.

Trumbuctu disse...

Num passeio que fiz uma pessoa da terra disse-me serem acelgas bravas mas não estou certa. De qualquer forma julgo que seja uma planta da espécie Rumex e que antigamente as pessoas aqui comiam.

Noutros locais onde estive vi aquilo que me parece ser realmente uma acelga brava, de folha mais larga e com crescimento mais vertical, muito parecidas com as acelgas domésticas. Não a posso ajudar muito, Eugénia, pois eu própria ainda estou baralhada.

Uma coisa essa planta de que fala nos diz: as raízes profundas são sinal de um solo compactado e elas estão lá exactamente para inverter o processo ":). Adicionar matéria orgânica poderá ajudar muito.

Que bom ter passado aqui na horta Júlio ";)