20 de março de 2008

O que fomos encontrar no compostor

Estava a revolver o compostor quando, de repente, vejo um bicho, igual a este, com um aspecto muito venenoso. Já tinha visto igual, o ano assado, na horta e lembrei-me de ir buscar máquina para registar os habitantes do compostor. A centopeia foi rápida de mais, o que aliás é uma característica muito própria delas, e não consegui fotografar. O mais que encontrei foi bichos-de-conta, aranhas e uns a quem chamo "lacraus". Algumas camadas mais abaixo deparo-me com esta imagem

fiquei impressionada, sem saber bem o que fazer, pensei que fossem ratinhos. Chamei R. para ver e ele lembrou que devem ser crias de toupeira. Foi tudo muito rápido e acabámos por voltar a cobrir os bebés, sem lhes tocar para não ficar o nosso cheiro nos corpinhos, na esperança que sobrevivam e que a mãe os venha buscar.

Não volto mais a revolver o composto. Agora, demore o tempo que demorar, é uma questão de esperar que fique pronto. Entretanto, na procura de alguma coisa que nos pudesse ajudar a saber o que eram "tropeço" neste vídeo. Lembram-se desta toupeirinha?

4 comentários :

Ana Ramon disse...

Vê lá tu o que são as coisas. Se visse esses animaizinhos pensaria que eram ratos e de certeza que os mataria. Nunca pensaria que uma toupeira fizesse ninho no compostor. Acho as toupeiras lindíssimas e quando as apanho nas armadilhas vou soltá-las em terrenos distantes. Agora os ratos já não consigo estimar pelos estragos e perigo de doenças.
Esses bichinhos tiveram muita sorte em serem descobertos por ti.
Beijinhos

Monte das 7 Figueiras disse...

Já me disseram que podiam ser ratos cegos, que não são o mesmo que toupeiras. Seja quem fôs têm direito à vida.
Deves ter apanhado um susto, por pouco que que rinham morrido.
Beijinhos

Crassula disse...

Também nunca diria que fossem toupeiras...adorei ver!

Monte das 7 Figueiras disse...

Vim cá fazer uma visita beijinhos