7 de fevereiro de 2008

Tudo o que sabemos sobre Erva Príncipe


A erva príncipe é oriunda da Índia, tendo-se espalhado por toda a região da Ásia como legume e especiaria aromática. Posteriormente foi introduzida em África, América do Norte e mais tarde na Austrália. Hoje podemos encontrá-la um pouco por todo o mundo.

É uma gramínea juncosa, vivaz, pouco resistente a Invernos rigorosos. Pode chegar a atingir os 2m de altura. Forma tufos espessos que emanam um odor a limão. Contém como componentes óleo essencial com citral vitamina C.

A erva príncipe possui propriedades bacterícidas, desinfectante, calmante, diurética, anti-depressiva e um aroma fresco de limão. As folhas podem ser cortadas continuamente conforme as necessidades. Para efeitos de armazenamento, quando colhidas frescas podem ser secas ou congeladas. Das folhas frescas ou secas fazem-se infusões e tinturas para fins medicinais.

Pode igualmente ser utilizada na culinária, utilizando normalmente a parte inferior e mais clara da planta. Tiras fininhas para tempero de saladas e compotas; em sopas e estufados cose-se a erva junto com todos os ingredientes. Para o chá utilizar as folhas frescas ou secas.

Outros nomes Citronela

Família Poaceae

Local Exposição ao sol ou em estufa

Solo húmido

Propagação por divisão de plantas

As flores desabrocham no Verão e têm tonalidades esverdeadas, tingidas de avermelhado.

18 comentários :

Ana Ramon disse...

Em tempos também escrevi um texto sobre a Erva Príncipe e pensava que já não havia muito mais a acrescentar. Mas afinal era mais um engano. Desconhecia completamente que as folhas desta planta poderiam ser utilizadas na culinária, enriquecendo o paladar e aroma das sopas e estufados e até nas compotas!
Este ano lembrei-me de separar os pés e cortá-los quase rentes ao chão, mas não estava a contar com estas temperaturas tão baixas. Os pézinhos lá estão enfiados na terra, meio adormecidos e sem quererem dar mostras de algum vigor. Mas ainda sobre a utilização nas compotas, lembrei-me depois de um artigo escrito pelo Manuel Anastácio do blog "Da condição humana" que ao ensinar uma receita de arroz doce, aconselhava, caso faltasse a casquinha de limão, a usar umas folhinhas de erva-cidreira :)))
Por aqui as ervas das pastagens não há meio de aparecerem. Os terrenos continuam meio-carecas com leves manchas de verde aqui e ali. Se continuarmos assim, não sei como vou conseguir alimentar o nosso gado.
Um beijinho grande

Trumbuctu disse...

Olá Ana,
As ervas são assim, no tempero a imaginação é o limite. Mas esta não foi minha,vem no Guia das Especiarias. Vale a pena ler. Aqui vou fazendo uma espécie de compilação do que vou lendo e me interessa e das experiências, claro.

Embora tenha lido que a erva princípe seja pouco resistente ao frio, por aqui até resiste. Neste lugar não faz tanto frio como aí mas também vem geada. Vais ver, quando menos esperares começa a rebentar. Também podes experimentar colocar uma armação com um plástico por cima, uma espécie de estufa, e palhar as raízes enquanto o tempo não aquece.

E as pastagens ... ainda vão nascer também ":O)
Abraço amigo

Anónimo disse...

a erva princepe é facil de cultivar ,mas só deve ser plantada no verão assim como cortada,também no verão.essa de ser usada na culinária é novidade para mim.Espero experimentar este verão quando for de férias . O chá é marivilhoso e se junto com lúcia lima ainda melhor.Continuem a usá-lo e aproveitem,bom apetite.Ribeiro

luisa carvalheiro disse...

gostaria de aquirir uma planta de erva principe.
alguem me pode informar onde posso comprar.
obrigada

Trumbuctu disse...

Aqui, por exemplo, no Cantinho das Aromáticas

luisa carvalheiro disse...

Muito obrigada.
então preciso saber o preço de cada uma,a se enviam á cobrança.

Anónimo disse...

Eu comprei o meu pé de erva príncipe num horto,nem foi caro,também era um vaso pequeno...gostei muito de saber as potencialidades desta erva.Já sabia que se podia fazer chá, mas agora quero experimentar fazer compota com esta erva. Gostaria de saber mais sobre as aplicações medicinais desta e de outras plantas.
Obrigado.
Bárbara

Anónimo disse...

Espantosa,esta erva Real,a erva Princepe!
É verdade que no Cantinho das Áromáticas há à venda esse princepe.Dou testemuho disso, uma vez que já tive a oportunidade e o prazer de trabalhar lá.
Guilherme.

Anónimo disse...

Foi por acaso que cheguei aqui,andava a tentar saber mais sobre chá de flor de carqueja, porque cá por casa estamos todos constipados e qdo assim é, vai um chazinho de carqueja.
Pois isto da chá de principe fez-me viajar no tempo. Em Angola no nosso quintal havia sempre chá de principe, a minha mãe dizia que o chá de principe faz milagres. E eu continuo a ter chá de prnicipe em casa, é o meu chá preferido.Obrigada por me fazerem recordar bons momentos.
Alice Arriscado

Trumbuctu disse...

E nós agradecemos a sua visita, Alice. Em Angola esta erva estava num dos seus locais predilectos: clima tropical, calor e humidade suficiente para se desenvolver bem. Por aqui ficam de porte pequeno e sofrem um pouco no inverno, mas ainda assim resistem.

David Dourado disse...

Por acaso também tenho esta magnífica planta no meu jardim, na Charneca da Caparica, onde se tem dado muito bem. Corto-a amiúde e sempre renasce ainda mais vigorosa. Confirmo que faz um chá magnífico quando usadas as suas folhas secas. No entanto nunca experimentei fazer chá com folhas frescas e gostava que me dissessem se nesta modalidade mantém as mesmas propriedades ou se terá efeitos e propriedades diferentes. Também desconhecia as suas propriedades culinárias mas irei experimentar. Cumprimentos

Trumbuctu disse...

Segundo Zélia Sakai "A temperatura da água para folhas verdes, pétalas de flores e inflorescências frescas, é de 65 a 75ºC, porque uma temperatura superior lhes provoca alterações prejudiciais à saúde."

Nós fazemos muitos chás com folhas verdes e frescas aumentando a quantidade de planta usada. E muitas delas em culinária ":O)

Anónimo disse...

Gostava de saber se há algum blog ou site que possa indicar claramente os cuidados a ter com a utilização desta ou de outra erva com efeitos medicinais, para evitar excessos. Por ex. a questão da temperatura da água é determinante, e depende do tipo de propriedades de cada planta. O facto de ser seco ou fresco, idem. E já agora, qual a quantidade de citronela seca se deve usar por bule de chá? os abuso poden ter consequências menos agradáveis, e sabemos pouco sobre a moderação ou não com que devemops utilizar certas plantas.
Resumindo, não consigo encontrar uma informação clara e sintética sobre o "modo de utilização".
É sempre generalista de mais...: faz bem a tudo um pouco e .. beba-se!

Trumbuctu disse...

Caro Anónimo,
Informação clara, sintética e bem organizada dá trabalho, por isso normalmente é paga. Se acha pouco o que encontrou aqui sugiro-lhe o livro acima citado.

Cumprimentos

Paula

Anónimo disse...

Foi por acaso que cheguei aqui. Para mim, também é um dos chás preferidos. Tenho várias moitinhas de chá principe plantadas num espaço de meio hectare, onde existem outras plantas aromáticas, tais como lúcia lima, cidreira, oregãos, etc.De facto,cresce pouco no Inverno. Em contrapartida, no Verão, pode cortar-se mais ou menos de 3 em 3 semanas. É mesmo o tempo ideal para ser cortado e posto a secar à sombra, para não perder a cor verde. Depois, corta-se em pequenos pedacinhos e guarda-se em frascos de vidro. É assim que eu faço e gosto de partilhar com pessoas amigas e familiares.
Quando a Natureza dá, é uma bênção podermos partilhar. Maria José Março de 2012

joaovloureiro@iol.pt disse...

A Erva Princípe no Brasil é chamada de Capim.Tem vários nomes consoante a região. Em muitas zonas é chamada de Capim Cidreira.Esta designação originou que eu de início a confundisse com a Erva Cidreira (Melissa Officinalis.Além das utilidades que referiram a Erva Príncipe serve para pulverizar as colmeias, para atrair enxames de abelhas, pois é sabido que a Erva Princípe exala um cheiro identico ao feromona da abelha mestra (Rainha).

Beschkaatz disse...

Bom dia a todos,

Ando à procura da Erva Príncipe, da planta, e já contactei o "Cantinho das Aromáticas" mas eles de momento não tem nem sabem quando é que vão ter.
Alguém me podia indicar outro sitio ou se alguém me pudesse dispensar um pezinho de um dos vossos, por mim era o suficiente.
Alguém me pode ajudar?

Desde já vos agradeço!

Veronique

Daniel Madeira disse...

Sou fã. Tenho o chá de cachinde.