24 de março de 2010

canteiros de "vidro"


Esta é uma das tarefas para os próximos meses, canteiros com garrafas de vidro. Dá um pouco de trabalho mas ajuda a delimitar algumas das camas hortícolas, aquelas que ficarão definitivas, e permite que fiquem com alguma altura. Com o tempo vamos colocando mais estrume e adubo verde (erva de corte) até ao topo da altura das garrafas. Faremos em pequenas áreas: aqui um canteiro de coentros semeados agora, caleiras de árvores.

Não sei até que ponto reutilizando o vidro assim estaremos a fechar o ciclo de reciclagem, se será verdadeiramente ecológico. O que terá maior impacto ambiental: produzir garrafas de vidro a partir das matérias naturais ou através da sua reciclagem?

2 comentários :

cathywoman disse...

Também tinha uns canteiros assim definidos, contudo tive que tirar garrafa a garrafa, com o passar dos anos, a acção dos raios solares e os gelos/desgelos tornam o vidro muito quebradiço, o que é um verdadeiro perigo.
Se a gente tropeça e bate nas garrafas? já não basta o tombo, depois os cortes dos vidros.
Depois as sachas, basta um pequeno jeito, já está... Eu sou mesmo desastrada...
Decididamente eu não volto a repetir... Mas que fica bonito, e que dá jeito para manter os níveis da terra, isso, não há dúvidas!
Deixo o alerta, mas cada um...
Catarina

Trumbuctu disse...

Pensei nisso mas decidi arriscar. Por aqui não sachamos a terra, não cavamos nem arrancamos erva. A única ferramenta utilizada é o semeador, por isso penso que o risco não é muito. Mesmo os caminhos são bastante largos para passar o carrinho de mão. De qualquer forma só os canteiros mais pequenos ficarão assim, para colorir um pouco a horta. Dá um bocado de trabalho e consome muito tempo, tempo necessário para outras tarefas.

Aliás, as garrafas até deviam ser cheias com algum material mas ainda daria mais trabalho.