22 de abril de 2011

limpar as laranjeiras




Limpar, ou abrir, as laranjeira significa fazer uma pequena poda de forma a que a árvore fique mais aberta. Não sou muito adepta de podas, mas neste caso acho que é benéfico; a árvore 'respira' melhor, entra mais ar e luz no interior da copa e por isso fica menos vulnerável a fungos e outros parasitas. À medida que ia cortando os ramos pedia-lhe desculpa. Procurei fazer com o maior cuidado pois as árvores também choram.

Nunca tinha feito este trabalho e pedi à Zília que me explicasse como o fazer. Disse-me também não saber bem mas lá me mostrou. Comecei o trabalho e procurei não cortar demais. Foram  três laranjeiras, uma por dia, e na última até fiquei sentada no meio da copa para perceber melhor quais os ramos a cortar. Ficou uma por limpar porque um casal de melros decidiu fazer lá o seu ninho, como em Maio e Junho de 2009, aproveitando a palha que espalhámos para cobrir a camas da horta. Ainda chegámos a ver a fêmea nessa tarefa. Vamos ter de esperar que a prole largue o ninho.

Na primeira imagem a laranjeira já podada, na segunda a laranjeira onde está o ninho e na última a mãe melra.

5 comentários :

Anónimo disse...

Olá. Não tenho tido muito tempo para o meu blog, mas vou visitando o dos amigos. Grande Poda sim senhor, realmente assim ficam melhor, pois apanham mais sol e o ar circula, não havendo aso a mofos e progridões.A vossa horta está um pequeno espanto. Parabéns e já agora Feliz Páscoa, que para mim é um momento de festejar com amigos.Joba

Trumbuctu disse...

Obrigada Joba, para vocês também. Quando vi de novo o post bem me pareceu que faltava uma imagem, com as camas ainda "desarrumadas". Assim vê-se melhor a evolução ":O)

Um abraço

Paula

Trumbuctu disse...

A imagem que falo é no Work in progress II. Isto às vezes torna-se confuso ":O)

Filipe disse...

Só uma curiosidade, já há muitos anos, dois tios meus fizeram uma aposta.
As laranjeiras deviam podar-se ou não?
Um deles dizia que nas laranjeiras não era necessário, como em tantas outras árvores abri-las para arejar, bastava limpar a rama seca no interior. O outro não, era necessário abri-las para arejar, tal como descreves.
Como um deles tinha um laranjal, isto no Alentejo, para os lados de Beja, decidiram passar à prática. Duas laranjeiras ao lado uma da outra da mesma idade, uma foi podada e aberta e à outra foi só limpo os ramos secos.
Quando chegou a altura de apanhar as laranjas, pesaram-se. Ganhou a que não foi podada por uma larga margem. Note-se que o que perdeu era o dono do laranjal, que podava todos os anos as laranjeiras.
Sinceramente não sei qual é o trato cultural que domina actualmente.

Trumbuctu disse...

Eu também sou da opinião que as laranjeiras não se podam, Filipe; e acredito no resultado dessa aposta ":O)

O que acontece aqui é que deixámos crescer demasiado a rama e as árvores já estavam muito densas. Procurei não podar, propriamente, e cortar só os ramos ladrões e alguns que cresciam para dentro da copa.

Tenho visto laranjais abandonados, sem água, alimento e sem esses "cortes" de limpeza e já quase não dão laranja. Mas também já comi tangerinas em estado quase selvagem e foram as melhores que alguma vez saboreei ":O)