4 de abril de 2010

notícias da horta


imagem de Ana Brigída

Notícia fresquinha trazida da horta. Após a construção do lago, fará em Maio dois anos, surge um novo habitante deste pequeno ecosistema. Uma salamandra da espécie Pleurodeles waltl, se não estou enganada. Comparando-a com esta imagem julgo serem da mesma espécie. Apareceu com dois companheiros mais pequeninos, ao limpar-se o lago.


O que penso ser um dos girino (?) de salamandra.

Quando comparada com a imagem do blog Anfíbios e Repteis de Portugal, anteriormente referido, notamos as mesmas linhas de protuberâncias de tom ocre na zona das costelas (ver esta imagem).

Fico maravilhada com esta notícia e penso que estamos no caminho certo, contribuir para o aumento da biodiversidade mesmo que seja num pedacinho de terra. As rãs e os sapos já andam na zona da horta, que fica a alguma distância do lago. Também já vimos libelinhas, cobras...

PS 1 - É urgente pensar num sistema de limpeza ou de circulação da água do lago para intervirmos o menos possível.

PS 1 - Entretanto, parece que tenho de regressar rapidamente porque os caracóis já dizimaram praticamente todo o viveiro.

8 comentários :

Alziro Patafisico disse...

Que bichos mais estranhíssimos! Adorei!!!

Vasco Flores Cruz disse...

É sem dúvida uma salamandra de costelas salientes!! Foi óptima essa ideia de criar o lago! Os anfíbios que lá aparecem ajudam a limpar-lo pois as larvas são detritívoras (os tritões de ventre laranja são até chamados de limpia-fuentes na Galicia) por outro lado os adultos ajudam a controlar o número de muitas espécies de invertebrados! Eu tenho também um pequeno quintal onde pratico permacultura/Agr. biológica, gostei muito de conhecer este espaço!
Abraço,

Vasco

Vasco Flores Cruz disse...

Ah! E o girino parece ser de um sapo parteiro!
Há vida em Trumbuctu!!
Abraço

Trumbuctu disse...

è adorável, não é Alziro? Parece quase pré-histórico.

Vasco, que bom de vez em quando ter comentários assim e obrigada pelo blog que mantém. Passo sempre lá quando um novo habtante do lago aparece no Trumbuctu.

Então o girino não é um filhote de salamandra...e o sapo parteiro será este que identifiquei comosapo-comum?

Bons trabalhos na horta.

Vasco Flores Cruz disse...

Olá, sim o sapo que tinhas encontrado anteriormente é um sapo comum.
Abraço,

Vasco

Trumbuctu disse...

O que faz não verificar o que se escreve....
"É adorável" e "como sapo". São as pressas.

Ok, Vasco. Sapos-parteiro ainda não vi por aqui. Vamos ver se o girino se transforma num.

Vasco Flores Cruz disse...

Só mais uma dica: os sapos parteiros são muito mais fáceis de ouvir do que de ver, pois os machos "cantam" durante a noite para atrair as fêmeas! O canto do sapo parteiro é uma espécie de assobio, que espero brevemente colocar no blog, para que possa comparar! Abraço!

Trumbuctu disse...

Para o seu ouvido experiente ":O). No ano passado era assim. Também me lembrei de montar um "observatório" e tentar fotografar a vida no lago, à noite. Depois darei notícias se tiver sucesso.

Fico a aguardar o "assobio" para ver se anda por lá algum sapo dessa espécie.

Um abraço