21 de maio de 2009

Armar ervilhas


Ontem visitei uma quinta linda. De construção muito curiosa, por dentro repleta de recantos e "labirintos", por fora circula-se à volta da casa. Sempre gostei de casas em que se pode entrar por um lado e sair por outro, ou outros neste caso, cheia de mistério, pelo menos na minha imaginação.

Conheci a horta, ou melhor as hortas. Aqui os terrenos são em socalcos e as hortas feitas nesses socalcos. Normalmente a casa é no cimo e depois vamos descendo, pelas hortas e vinhas, até ao rio. Aprendi uma nova forma de armar ervilhas que só precisa de canas e que faz uma vedação muito bonita. São 2 linhas de ervilhas, as canas ficam por fora e nos extremos, no meio não nasce erva. O tipo de ervilha também não conhecia, cor púrpura.

1 comentário :

Alziro Patafisico disse...

E a maravilha de amar ervilhas.