27 de maio de 2009

Framboeseiros


Foram 3 plantados pela E., num recanto sossegado, com meia sombra e rodeadas por tomilho, poejo, alfazema, arruda, alecrim, capuchinhos e uma passiflora.. Estão lindos e com um aspecto muito viçoso mas iriam enredar-se com a passiflora, que por sua vez também está linda. Entretanto vi, em casa da Z., framboeseiros mas plantados em grandes alguidares, lindos, e pareceu-me uma boa ideia; faz-se melhor o controlo da planta, tanto em crescimento como com pragas. Tudo para que ficassem no mesmo local mas com mais espaço, pois acho sempre preferível deixar que as plantas cresçam naturalmente.

Transplantámos os 3 para vasos grandes, mantendo-os sensivelmente no mesmo local, com estrume de cavalo e alguns pés de tomilhos e poejo. Pareceu-me, pelo aspecto que apresentam, uma boa "consociação". Sei que noutros sítios estão agora a vir os primeiros frutos, por isso a altura para transplante deve ser no Outono. Espero não ter feito asneira, de framboesas não percebo nada.

5 comentários :

gintoino disse...

Mas o vaso é depois enterrado?(é q n se vê na foto - se calhar foi tirada antes do transplante...)É capaz de não ser a melhor altura para transplantes...
Por aqui os frutos já estão quase a acabar ;-)

Trumbuctu disse...

Nesta foto ainda estavam na terra. Depois de envasados foram colocados um pouco mais para o lado.

Aí estão a terminar mas na zona de Viseu estão agora a começar ":O)

Pois, parece-me não ter sido a melhor altura, mas como levaram o torrão atrás talvez não haja problema.

Ana Alpande disse...

O meu pé veio da serra da estrela e também o coloquei em vaso para controle. Sei que na serra além de darem frutos agora também os dão no Natal (é incrível mas é verdade)!

Quem sabe, estou à espera!

Abraço

Trumbuctu disse...

Toda a sorte, Ana, para as "framboesas natalícias" ":O)

Anónimo disse...

Penso que não irão morrer, só não sei o que esperar dos framboeseiros e dos futuros frutos. Sei de produções em que os framboeseiros estão envasados, mas estes estão por cima de uns barrotes não estando em contacto directo com o solo. Mas cada um sabe de si...